Eu jogo MMORPGs ruins

Eu jogo MMORPGs e assemelhados desde 2003. Mais ou menos nessa época, a Blizzard tinha recém lançado o World of Warcraft, jogo que já começou sendo pago e era muito bonito. Personagens altamente customizáveis, história bem bolada e rodava em quase qualquer computador com uma placa de vídeo de 64Mb. Eu queria muito poder jogá-lo, mas pagar estava fora dos meus planos juvenis e adolescentes. Eu não trabalhava, logo, não poderia assumir essa conta. Meu pai jamais teve cartão de crédito e mesmo que tivesse, não iria pagar pra eu jogar, fosse qual fosse o valor. Tendo isso em mente, eu comecei a ir atrás de alternativas grátis. Felizmente eu não precisei sucumbir ao Tibia, pois na minha frente surgiu um jogo de origem chinesa chamado Conquer.

Em 2003, o jogo tinha gráficos relativamente bons. Era (e ainda é) 2D, em contraste com o WOW, que era totalmente 3D. Tirando os gráficos, a vida era bem difícil. Ganhar experiência era praticamente um trabalho impossível, pois os bichos não davam quase nada e não havia quests. Pra subir de nível era necessário farmar muito e acumular gold. Sim, muito gold, porque qualquer drop (item ou moeda que cai no chão quando o inimigo é morto) raro era vendido a valores exorbitantes no mercado dado a porcentagem de gold que cada inimigo dropava ao morrer.

vane na moon platform

Aí eu joguei com essa guerreira até o nível 78. Nessa época, meados de 2005, era rei quem tivesse nível superior ao 90, equipamentos “super” e com atributos “plus” (Super Warrior Armor +1). Hoje existem quests diárias e de contexto que dão bastante XP. Existem poções e prêmios que aumentam a experiência ganha através dos bichos. Há treinamento offline e é possível pagar em dólares pra se ganhar experiência mais rapidamente ainda. Mesmo com todas essas melhorias feitas em 10 anos de jogo eu ainda acho o Conquer um jogo péssimo pra se jogar, subir de nível e ainda conseguir bons itens. Os drops são absurdamente pobres, o comércio agora é baseado essencialmente em dinheiro real, os servidores estão abarrotados de bots que ferram com todo o jogo. Isso sem contar nos brasileiros idiotas que fazem jus à fama que tem nos jogos online. E eu ainda jogo essa porcaria. E sabe porque?

minha lisbela

Porque assim não vicia. Assim eu não perco horas que eu dedicaria ao estudo, à escrever textos aqui no blog ou no meu Tumblr, ao desenho ou ao meu trabalho pra ficar jogando como uma pessoa sem vida. Se eu ganhasse dinheiro com o jogo, eu até concordaria passar muitas horas logada e farmando itens, porém nada ganho com ele. Ganhar dinheiro com jogo MMORPG (tendo lucro, obviamente) é comparável a mineirar Bitcoins, na minha opinião. Você tem um custo muito maior (energia elétrica, manutenção do computador, comida, etc) que o ganho representado pela venda de itens ou de contas (que na maioria dos jogos é ilegal).

O bom de ser grátis e ruim é que você joga pelo apego sentimental e não pelo progresso do seu personagem ou pela vontade de ser o gás da Coca Cola do seu servidor. Você até pode investir algum dinheiro, mas vai ser muito pouco em comparação à quem investe mais da metade de seu salário em itens e facilidades do jogo. Você vai ter uma relação de amor puro com seu jogo, onde ambos andam livres um do outro e depois de um tempo, voltam a se ver, a matar as saudades e prometer se ver novamente em breve. E você vai, vive a sua vida por meses e depois retorna normalmente.

Assim é minha vida com Conquer. Jogo pra desopilar e pra passar o tempo, mas nunca pra me imergir. Prefiro ficar imersa em atividades que impulsionem a minha carreira, meus estudos ou que sejam “lazeres criativos”.

Vida longa aos MMORPG de péssima qualidade!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s